Rosangela_Aliberti

"Se a Arte tocar em algum ponto do homem é sinal que alcançou seu objetivo" (r_a)

Áudios

SEM DESTINO
Data: 13/10/2007
Créditos:
Na voz da autora.


SEM DESTINO
(poeminha infantil)

O paralelepípido tem lé-lé...
Qual o seu volume? A sua largura?
Qual o comprimento da onda da dor?
O paralelepípido tem profundidade?
Lelé empinando pipa não faz dodói?

A pandorga cai no chão
E o lêle do Lelé cai com o rá e o pi
Sobra a pipa prá lá e um aiii no dedão do pé

Espíritos de porcos são fãs da cor-rosa?
Não sei! não sei não...!
O rabinho do danado do bicho
Tem jeitinho de sacarrolha a cara da teimosia
E a pele maciaaa como as melâncias por dentro
Insuportáveis são os raios dos poetas
Por que não admiram o concreto???
Qual o comprimento da onda...?
Era uma vez um porquinho.

Rosangela_Aliberti
São Paulo, 12 de outubro de 2007
Arte by Chris Miles

Enviado por Rosangela Aliberti em 13/10/2007



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras