Rosangela_Aliberti

"Se a Arte tocar em algum ponto do homem é sinal que alcançou seu objetivo" (r_a)

Textos


Último cortejo

NÃO TE esforces para ler
um pouco de tudo
não te prostituas
larga a ponta da agulha
como quem abandona
pontos em cruz
no colo de alguma almofada.

Não te contorças com tudo.
Frases, muitas vezes são murmúrios
lágrimas escorrendo pelas vidraças
restos de velas e de flores
sobre algum túmulo
      gotas salgadas. 

Rosangela_Aliberti
São Paulo, 09.IX.08


*

Aurora

UM DIA a luz dos olhos
não brilhará mais na superfície do lago
mais uma cauda de cometa
se entranhará na terra
quando a alma estará repleta de branco
como se desmaiada fosse
cinzas
acompanhando as brasas de algum cigarro
 
O que angustia no estar na angústia
é a falta do soletrar da escuridão
têm pessoas que sentem medo 
da  m o r t e 
que some
nos rabiscos da areia n’água
como estrelas que se apagam
diante das cores da aurora
                               no céu.

Rosangela_Aliberti
São Paulo, 09.IX.08
arte freenet - poetrix:
angelalib

*

Vídeo – áudio: Villa Lobos - Bachiana nº 5 - Amel Brahim:
http://www.youtube.com/watch?v=NxzP1XPCGJE

 

Rosangela Aliberti
Enviado por Rosangela Aliberti em 09/09/2008
Alterado em 12/09/2008
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras