Rosangela_Aliberti

"Se a Arte tocar em algum ponto do homem é sinal que alcançou seu objetivo" (r_a)

Textos


 

LAMENTO

quando se sente os toques da chuva
numa lagoa iluminada
sem a formação de pingos
num arco-íris
algo morre no fim do dia
a visão de mágoas e fingimentos
doem

quando a dor é maior
do que um gesto de amor
não há verso que salve um náufrago
no meio da tempestade...
poesia é um jogo de palavras
ou alforria?

queria que todos versos
tivessem fragrâncias naturais
mas a infelicidade
faz com que o perfume escape
o dom das mãos
na fuga dos sentidos,
sentidos.

*


Lágrimas feridas

I

Tristeza na ilha
um rosto murcho de noiva
fitando um lírio...

II

Sobre a sombra da indiferença,
as sombras dos versos
assombravam a parede
água e golpes de vento
entranham-se nas infiltrações
movimentos sóbrios
embalam búzios na areia
sobre as ondas 
ondas sopram com gosto o sal
braços d’água desmaiam úmidos
logo atrás no horizonte
vê-se o brilho do sol

III

toda imagem sofrida
no fundo é miragem...
na ausência do muro
não se balança a rede
desfazem-se pesadelos
no fundo
tudo não passou de bom sonho
por apresentar um grande final.

*

Conselho

Não há nada de bem comportado
mais um flash estourado na janela
nos granizos batendo no vidro
se os borrões da saia são os da Aquarela
há desdobramentos das flores no abismo

Não há nada de bem comportado
nas buzinas na hora do rush
nos pneus no asfalto em busca do ritmo
num raio de vinte quilômetros
a voz dos Stones não são gritos

Não há mal que perdure
                   sem motivos
nem há mal que destrua
                   bons desejos
canto, carinhos sem ilusões
quando beijos são por demais bem marcados
adoçam-se maçãs-do-amor com paixão

Rosangela_Aliberti
São Paulo, nov/08

Galeria de Fabiana Velôso
- Flickr

 

Rosangela Aliberti
Enviado por Rosangela Aliberti em 17/11/2008
Alterado em 25/12/2008
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras