Rosangela_Aliberti

"Se a Arte tocar em algum ponto do homem é sinal que alcançou seu objetivo" (r_a)

Textos


[A fala dos corações]

 

I

Estrela,
a cada pétala negra morta
uma lágrima caída
a falta de essência extrapola
detonando a sensibilidade
                 neurastênica
em mais de um vão
uma bala grita no peito
numa bomba de vala
em um minuto nada retorna...

Estrela,
o que há no verdadeiro animal?
onde estão parando as criaturas?
o que é... 
           
  o não ser?

Itanhaém, 05.I.09

II

dentro de uma bolha de ar
páginas e páginas escritas
registros que vão
de um lado vidas perdidas
e histórias que se esquivam
nas esquinas quentes
dos que jamais serão...
do outro lado a esperança
cansada
nas agitações das marés
onde caminha a
confraternização...

Itanhaém, 01.I.09

III

setenta vezes sete desgovernos
de ponta a ponta discursos insólitos
quatrocentos e noventa soluços melancólicos
nem sempre suspiros
são de açúcar.

IV

impossível não ver a dor no pus
impossível curar sem sentir o frio
nas entranhas
impossível não cuspir amargor
num fio de sal
impossível bater eternamente na tecla fá
quando o dó está bem
impossível esconder a tristeza do pranto...

Rosangela_Aliberti
São Paulo, 05.I.09

..............

 
Sugestão de audio: Puccini Madama Butterfly (MUSIC)
http://br.youtube.com/watch?v=cdPMGqRV4uE

(Galeria de Registros de Massi - Flickr)


Rosangela Aliberti
Enviado por Rosangela Aliberti em 06/01/2009
Alterado em 22/01/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras