Rosangela_Aliberti

"Se a Arte tocar em algum ponto do homem é sinal que alcançou seu objetivo" (r_a)

Textos


Pensamentos de um urubu
 
Ó puta hipocrisia mortífera mais imunda que os piores palavrões, mais fétida do que os quintais dos índios mijados.
Há quem pense que ao declamar sua própria graça com a voz de uma doçura solene, conquistará os ares das damas feridas!?!
Nem se eu fosse candidato a urubu a ser domesticado acolheria tal dona, mais vale o discurso bêbado de umas das rameiras do cais (ao menos está repleto de choro verdadeiro). Aquelas atitudes de puro interesse não podem enganar o cão, nem os felinos que a rodeiam... quanto mais a mim que comungo tranquilamente com o fedor (no entanto confesso: nunca devoraria algo assim) para que introjetar ações que ofuscam o brilho do próprio brasão?
 
Fico com os corpos que adubam poeticamente os canteiros e fazem brotar flores mesmo que estas sejam amarrotadas em... preto e branco.
 
Há certas carniças vivas indigestas e quando deterioradas custarão à encontrar seu valor.  

Inicio a segunda-feira, em jejum.


rosangela_aliberti
Atibaia, jan/2015


photo: Baxaki
 
 
 
Rosangela Aliberti
Enviado por Rosangela Aliberti em 12/01/2015
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras