Rosangela_Aliberti

"Se a Arte tocar em algum ponto do homem é sinal que alcançou seu objetivo" (r_a)

Áudios

A EMBARCAÇÃO
Data: 23/10/2006
Créditos:
na voz da autora


A EMBARCAÇÃO

Um náufrago após dias de sol
Entre as mangas as formigas
Os rochedos as baratinhas d´água os caramujos
Os peixes as arraias os espinhos dos corais
Os gravetos para formar o fogo
A lembrança dos velhos livros na estante
As nuvens a rede seu próprio sangue o cheiro do suor
Viu ao longe uma antiga embarcação...
Acenou pendurou um coco verde no pescoço
Nada aconteceu
Plantou bananeira na beira da praia
Nada aconteceu
Escreveu seu nome na areia pedindo socorro
Nada aconteceu
Gritou ensandecido se unhou todinho
Nada aconteceu
Tirou a roupa desfilou nu gritando de ponta a ponta
Nada aconteceu
A embarcação aparentemente cega deslizava com suavidade
Beijando as ondas do mar...
O náufrago levantou as mãos para o céu xingou Deus
- Onde está a tua voz deus???
Onde está TODO, o teu poder Onipresente,
Olho que 'tudo vê'... aonde estás?
...Só vejo por aqui mangas formigas
Exausto adormeceu
(...Rochedos baratinhas d´água caramujos
Peixes arraias espinhos de corais
Gravetos para formar fogo
A lembrança dos velhos livros na estante
As nuvens a rede meu próprio sangue o cheiro do suor
Tu não vês que a barca não me responde...
Onde está a tua voz???
...uma gaivota apareceu em sonho
- Quem disse que a embarcação não te viu ao longe...?
- Então, por que ninguém respondeu nada, ave?
- Será que tu tens observado bem TUDO o que há ao teu redor?
...quanto aqueles tripulantes, responderam como de costume
pensaram que estavam apreciando algum show gratuito... 

...quando tu estavas cansado
voltaram a nau para o outro lado do mar
Sorrindo com os olhoS

Estava bom... demais!!!)

São Paulo, 15.XI.05
Arte de origem desconhecida 

Enviado por Rosangela Aliberti em 15/11/2005



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras