Rosangela_Aliberti

"Se a Arte tocar em algum ponto do homem é sinal que alcançou seu objetivo" (r_a)

Áudios

Velas ao vento
Data: 23/11/2006
Créditos:
na voz da autora


Velas ao vento

Acolhe os beijos de sal marujo ao mar
no mar de relâmpagos na escuridão da busca eterna
busca eterna ternos carinhos... saudosos sopros
saudosos sopros beijam a maresia ondulatória
ondulatórios são os corpos dos poemas dos amantes

Acolhe os beijos do sol marujo ao mar
o mar abraça a imensidão azul viva cor
viva cor acolhedora das asas das caravelas
asas das caravelas que ao tocar nuvens se confundem
confundindo-se com os cânticos maviosos dos anjos

Acolhe meus ´beijos´ marujo ao mar
mar de sonhos que (des)assombra as rimas
rimas e a falta dos versos que enxugarão as presentes ruínas
as ruínas irão se levantar no dia a dia...
enfeitando o oceano com conchas multicoloridas

Acolhe os beijos do sol e de sal marujo ao mar
mar de palavras flores de bem-querer no içar de velas
no içar de velas um porto seguro leme neste Jazz de paz
Jazz de paz nas teclas de amor contraditório e puro
sobre as leis do amor por mais contraditórias e puras que sejam
existem sereias que sabem muito bem porque devem cantar...

Acolhe os beijos de sal e do sol marujo ao mar
o pensamento nunca deixará de alçar as velas ao vento... 

São Paulo, 29.VIII.05

(Arte: Salvador Dali)



Enviado por Rosangela Aliberti em 29/08/2005



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras