Rosangela_Aliberti

"Se a Arte tocar em algum ponto do homem é sinal que alcançou seu objetivo" (r_a)

Meu Diário
13/11/2013 14h00
Nasceste no lar que precisavas - não foi escrito pelo médium Francisco Cândido Xavier

Nasceste no lar que precisavas, vestiste o corpo físico que merecias, moras onde melhor Deus te proporcionou, de acordo com teu adiantamento. Possuis os recursos financeiros coerentes com as tuas necessidades, nem mais, nem menos, mas o justo para as tuas lutas terrenas. Teu ambiente de trabalho é o que elegeste espontaneamente para a tua realização. Teus parentes, amigos são as almas que atraíste, com tua própria afinidade. Portanto, teu destino está constantemente sob teu controle. Tu escolhes, recolhes, eleges, atrais, buscas, expulsas, modificas tudo aquilo que te rodeia a existência. Teus pensamentos e vontade são a chave de teus atos e atitudes... São as fontes de atração e repulsão na tua jornada vivencial. Não reclames nem te faças de vítima. Antes de tudo, analisa e observa. A mudança está em tuas mãos. Reprograma tua meta, busca o bem e viverás melhor. Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.

Francisco do Espírito Santo Neto (ditado por Hammed)
In: Um Modo de Entender: Uma Nova Forma de Viver
Editora Boa Nova


Nota: Segundo informações esta mensagem foi recebida pelo médium Francisco do Espírito Santo em Reunião Pública da Sociedade Espírita Boa Nova, na noite de 06 de março de 1996. 



*

OBS: O texto acima vem sendo repassado com se fosse de Chico Xavier, não é dele... assim como as mensagens editadas por médiuns nos fazem pensar:

Quando um determinado autor “cria” um heterônimo, este é reconhecido, no meio (Literário), por que existe a dificuldade para um médium (espírita ou não), que fornece seu corpo para a transmissão de uma mensagem psicografada, psicopictografada e assim por diante... seja considerado reconhecido como instrumento?! A vida toda Francisco Cândido Xavier fora apontado com transmissor de mensagens ditadas por espíritos (sejam consideradas boas ou não); questiona-se muito a autenticidade do livro Parnaso Além Túmulo (Poesias Mediúnicas), psicografado por Francisco Cândido Xavier, no entanto até hoje não fora encontrado nenhuma pessoa que tenha psicografado tantos autores brasileiros com estilos diferentes em um único livro.

Os escritores pioraram muito depois que “desencarnaram”? Não questiono a métrica, nem o conteúdo inverso de alguns conteúdos (pensando em Augusto dos Anjos), tudo muda com tempo... tudo se transforma e pode ser mensurado de forma diferente... 

O tempo que um médium tem para passar uma mensagem é curto, assim como a moral do médium colaborando com a “filtragem” do material. Sabe-se que Chico Xavier psicografava de maneira incomum (em inglês bem como chegou dar espaçamentos de uma linhas para outra complementando o texto depois...
como também em suas psicografias foram apresentados dados que apenas os familiares  tinham acesso). De certo modo tudo que um médium poderia ter feito foi para comprovar autenticidade do material foi experimentado o médium. 

Qual o grau de escolaridade de um possível "crítico em Literatura" e do médium Chico Xavier, por exemplo?  Que eu saiba, o médium cursou o primário, como se dizia antigamente, e apresentava um vocabulário pouco usual.

Lembrando que as obras vendidas eram direcionadas para atividades de cunho social.

*

A PARANORMALIDADE NA JUSTIÇA BRASILEIRA

O primeiro caso em que a Justiça brasileira foi chamada a decidir ocorreu no campo do Direito Civil, em 1944, quando a Sra. Catarina Vergolino de Campos, viúva do escritor Humberto de Campos, ingressou em juízo com uma ação declaratória contra a Federação Espírita Brasileira e o médium Francisco Cândido Xavier, exigindo o pagamento de direitos autorais sobre as obras psicografadas por aquele médium e atribuídas a seu falecido esposo. Pretendia a suplicante que se declarasse judicialmente se as obras eram da lavra do espírito de Humberto de Campos e, em caso afirmativo, a quem pertenciam os direitos autorais.

Na hipótese contrária a Federação Espírita Brasileira e Francisco Cândido Xavier deveriam ser passíveis de sanção penal e proibidos de usar o nome de Humberto de Campos em qualquer publicação literária estando ainda sujeitos ao pagamento por perdas e danos.

A ação foi julgada improcedente por sentença prolatada pelo Juiz de Direito, Dr. João Frederico Mourão Russel, sob fundamento de que o Poder Judiciário não é órgão de consulta para decidir sobre a existência ou não de um fato e, na hipótese dos autos, sobre a  atividade intelectual de um morto. Inconformada a autora agravou da decisão, a qual, no entanto, foi mantida por seus jurídicos fundamentos, pelo Tribunal de Apelação do antigo Distrito Federal, tendo sido relator o Ministro Álvaro Moutinho Ribeiro da Costa.


O nosso Direito Civil, no seu Artigo 10, estabelece que "a existência da pessoa natural termina com a morte" e, por conseguinte, não cogita da continuidade da pessoa física após a morte e praticando atos que gerem conseqüências jurídicas. Ainda que, um dia se prove, cientificamente, a sobrevivência pos-mortem, terá o legislador que decidir se os atos praticados pelo espírito terão ou não repercussão no mundo jurídico.

À luz da Parapsicologia e do direito, a atividade literária ou artística de um agente  no campo da psicografia, psicopictografia e psicomusicografia, é a ele atribuída, embora em razão de sua crença espírita, declare que seus autores sejam escritores, pintores, músicos  falecidos.

No Brasil, psicógrafos e psicopictógrafos, em razão de sua crença espírita, acreditam que as suas produções se originam de intelectuais e artistas desencarnados. Por isso, a eles não se aplica o disposto no Art. 185 do Código Penal, que define como crime, “atribuir falsamente a alguém, mediante uso de nome, pseudônimo ou sinal por ele adotado para designar seus trabalhos, a autoria de obra literária científica ou artística”.

No nosso Direito Penal, há quatro casos cuja decisão judicial que se fundamentaram em comunicações mediúnicas psicografadas por Francisco Cândido Xavier nas quais os pretensos espíritos das vítimas de homicídio inocentaram os respectivos réus:

a) crime de homicídio, ocorrido em Goiânia de Campina, Goiás, no dia 8 de maio de 1976, praticado por José Divino Gomes contra Maurício Garcez Henriques.
b) crime de homicídio, acorrido em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 1º de março de 1980, praticado por José Francisco Marcondes de Deus contra a sua esposa;
c) crime de homicídio, ocorrido na localidade de Mandaguari, Paraná, no dia 21 de outubro de 1982, praticado pelo soldado da Polícia Militar, Aparecido Andrade Branco, vulgo "Branquinho" contra o deputado federal Heitor Cavalcante de Alencar Furtado.

No primeiro caso, o Juiz de Direito da 6ª. Vara Criminal de Goiânia, Dr. Orimar de Bastos, absolveu o réu, sob fundamento de que a mensagem psicografada de Francisco Cândido Xavier, anexada aos autos, merece credibilidade e nela a vítima relata o fato e o absolveu.
           
No segundo caso, o advogado do réu, devidamente autorizado pelo Juiz, entregou aos jurados cópias de três mensagens psicografadas por Francisco Cândido Xavier, onde o espírito da vítima afirmava que o seu esposo a matara acidentalmente. Por unanimidade, o tribunal do júri absolveu o réu, o qual, em novo julgamento, após cinco anos, foi absolvido.

No terceiro e último caso, embora admitida como prova a mensagem psicografada por Francisco Cândido Xavier, na qual o espírito da vítima inocentava o réu pelo tiro que deste recebera, o Tribunal do Júri, por cinco votos a dois, o considerou culpado, tendo o Juiz de Direito, Dr. Miguel Tomás Pessoa Filho, condenado o réu a oito anos e vinte dias de reclusão.

 *

Há os que vêem Chico Xavier um “mero“ imitador, contudo há outros percebem que pode existir algo Além... enfim, cada qual tem uma opinião. De qualquer forma cabe sempre uma análise do material recebido averiguando se há autenticidade nos repasses, no caso das Letras. 

Que farsante se preocuparia a vida toda em espalhar a exemplificação do Bem e não atacar o credo de outrem...?

Pesquisem históricos de pacientes que saíram vivos do estado de coma.

(rosangela_aliberti)


Obs: No livro O Espírito da Verdade
Francisco Cândido Xavier / Waldo Vieira (de espíritos diversos)
Não consta a mensagem acima e nenhum capítulo intitulado:
"Em casa" psicografado por Meimei

Por favor, vide:
http://www.luzespirita.com/livros/franciscocandidoxavier/emmanuel/oespiritodaverdade.pdf


Nota: Em caso de bloqueio para um possível repasse, basta copiar o endereço acima ou ir à esquerda na tela de navegação do PC
Página / Enviar e-mail e efetuar a cópia (favor citar a fonte).

 

*

 

 
"A humildade não te faz melhor que ninguém, mas te faz diferente de muitos." [Autor Desconhecido]
 
 
*
 
APÓCRIFOS

Que Deus não permita que eu perca o ROMANTISMO, mesmo eu sabendo que as rosas não falam.

Que eu não perca o OTIMISMO, mesmo sabendo que o futuro que nos espera não é assim tão alegre.

Que eu não perca a vontade de VIVER, mesmo sabendo que a vida é, em muitos momentos, dolorosa...

Que eu não perca a vontade de ter grandes AMIGOS, mesmo sabendo que, com as voltas do mundo, eles acabam indo embora de nossas vidas...

Que eu não perca a vontade de AJUDAR as pessoas, mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver, reconhecer e retribuir esta ajuda.

Que eu não perca o EQUILÍBRIO, mesmo sabendo que inúmeras forças querem que eu caia.

Que eu não perca a VONTADE de amar, mesmo sabendo que a pessoa que eu mais amo, pode não sentir o mesmo sentimento por mim...

Que eu não perca a LUZ e o BRILHO no olhar, mesmo sabendo que muitas coisas que verei no mundo, escurecerão meus olhos...

Que eu não perca a GARRA, mesmo sabendo que a derrota e a perda são dois adversários extremamente perigosos.

Que eu não perca a RAZÃO, mesmo sabendo que as tentações da vida são inúmeras e deliciosas.

Que eu não perca o sentimento de JUSTIÇA, mesmo sabendo que o prejudicado possa ser eu.

Que eu não perca o meu forte ABRAÇO, mesmo sabendo que um dia meus braços estarão fracos...

Que eu não perca a BELEZA e a ALEGRIA de ver, mesmo sabendo que muitas lágrimas brotarão dos meus olhos e escorrerão por minha alma...

Que eu não perca o AMOR por minha família, mesmo sabendo que ela muitas vezes me exigiria esforços incríveis para manter a sua harmonia.

Que eu não perca a vontade de doar este enorme AMOR que existe em meu coração, mesmo sabendo que muitas vezes ele será submetido e até rejeitado.

Que eu não perca a vontade de ser GRANDE, mesmo sabendo que o mundo é pequeno... E acima de tudo...

Que eu jamais me esqueça que Deus me ama infinitamente, que um pequeno grão de alegria e esperança dentro de cada um é capaz de mudar e transformar qualquer coisa, pois.... a vida é construída nos sonhos e concretizada no amor!



+ um APÓCRIFO, repassado em nome de Chico Xavier

SE EU MORRER ANTES DE VOCÊ
(apócrifo)

Se eu morrer antes de você, faça-me um favor:
Chore o quanto quiser, mas não brigue com
Deus por Ele haver me levado.

Se não quiser chorar, não chore.
Se não conseguir chorar, não se preocupe.
Se tiver vontade de rir, ria.

Se alguns amigos contarem algum fato a
meu respeito, ouça e acrescente sua versão.
Se me elogiarem demais, corrija o exagero.

Se me criticarem demais, defenda-me.
Se me quiserem fazer um santo, só porque morri,
mostre que eu tinha um pouco de santo, mas
estava longe de ser o santo que me pintam.

Se me quiserem fazer um demônio, mostre que
eu talvez tivesse um pouco de demônio, mas
que a vida inteira eu tentei ser bom e amigo.

Espero estar com Ele o suficiente para continuar
sendo útil a você, lá onde estiver.

E se tiver vontade de escrever alguma coisa
sobre mim, diga apenas uma frase:
"Foi meu amigo, acreditou em mim e me quis
mais perto de Deus!"Aí, então derrame uma lágrima.

Eu não estarei presente para enxugá-la, mas
não faz mal. Outros amigos farão isso no meu lugar.

E, vendo-me bem substituído, irei cuidar de
minha nova tarefa no céu.Mas, de vez em quando,
dê uma espiadinha na direção de Deus.

Você não me verá, mas eu ficaria muito feliz
vendo você olhar para Ele.
E, quando chegar a sua vez de ir para o Pai, aí,
sem nenhum véu a separar a gente,vamos viver,
em Deus, a amizade que aqui nos preparou
para Ele.

Você acredita nessas coisas?

Então ore para que nós vivamos como quem
sabe que vai morrer um dia, e que morramos
como quem soube viver direito.

Amizade só faz sentido se traz o céu para
mais perto da gente, e se inaugura aqui mesmo
o seu começo. Mas, se eu morrer antes de
você, acho que não vou estranhar o céu..
Ser seu amigo... já é um pedaço dele..."


CONCLUSÃO: Ambos textos apócrifos, não constam em nenhum dos livros de Francisco Cândido Xavier, bem como nos livros dos escritores que transcreveram dados de sua biografia. Examinando melhor as obras do médium ele pouco se preocupava com auto descrições (a menos se fosse questionado), e sempre aproveitava os instantes para repassar algum fundo de cunho moral para reflexão, ex: Chico Xavier - Pinga Fogo 1 - MEDO DE AVIÃO http://www.youtube.com/watch?v=qSj_1WTH-9I

"Morra com educação" (Emmanuel)

 *

 SE EU MORRER ANTES DE VOCÊ

(apócrifo de Chico Xavier vem sendo repassado 
como Vinicius de Moraes também...), na verdade o autor é:
 
MARIANO OSORIO, o original é em espanhol:
no disco 1 de Reflexões V, de 2007
por favor vide: 
 
Si 
Muero antes que tú hazme un favor
llora cuanto quieras pero no te enojes con
Dios por haberme llevado
si no quieres llorar no llores, si no logras llorar
no preocupes
se quieres reír, ríer (...) 
 
Autor da letra da canção: http://www.letrasyletras.com/cancion/333103/mariano-osorio_si-me-muero-antes-que-tu.html (Apócrifo desvendado por Betty Vidigal)
 
______________________________
 

Tudo Passa.

"Todas as coisas na terra passam. Os dias de dificuldades passarão. Passarão também,os dias de amargura,solidão. As dores e as lágrimas passarão. As frustrações que um dia nos fez chorar,passarão. A saudade do ser querido que está longe passará. Dias de tristeza,dias de felicidade,são lições Necessárias que na terra,passam. Deixando no Espírito imortal,as experiências acumuladas. Se hoje para nós,é um desses dias se hoje de amargura. Paremos um instante. Elevemos o pensamento ao alto. E busquemos a voz suave,da manhã amorosa a nos dizer
Carinhosamente... Isso Também Passará. E guardemos a certeza,pelas próprias Dificuldades já superadas. Que não há mal que dure para sempre. O planeta Terra,é semelhante a enorme embarcação. Às vezes parece que vai soçobrar diante das turbulências De gigantescas Ondas. Mas isto também passará,porque Jesus está no leme desta Nau. Segue com o olhar sereno. De quem guarda Certeza,de que a Agitação. Faz parte do roteiro evolutivo da humanidade Que um dia,também passará. Quem sabe A terra chegará a porto seguro,porque esta é a sua Destinação. Assim façamos a nossa parte o melhor que pudermos, Sem esmorecimento. E confiemos em Deus,aproveitando cada segundo. Cada minuto... Que por certo também Passará. TUDO PASSA,EXCETO DEUS. DEUS,É O SUFICIENTE..."

OBS: Texto louvável e de cunho consolador, porém:
Sem referenciais em livros e/ou psicografado em reunião.

Observe o que fora a linguagem psicografada por Chico (repasse o que está nos livros) PESQUISE, ex.: http://www.verdadeluz.com.br/category/mensagens-espiritas/emmanuel/

Repasse CORRETO
Não te impacientes

A Paternidade Divina é amor e justiça para todas as criaturas. Quando os problemas do mundo te afogueiam a alma, não abras o coração à impaciência, que ela é capaz de arruinar-te a confiança. Quantos perderam as melhores oportunidades da reencarnação, unicamente por se haverem abraçado com o desespero!
A impaciência é comparável à força negativa que, muitas vezes, inclina o enfermo para a morte, justamente no dia em que o organismo entra em recuperação para a cura. Se queres o fruto, não despetales a flor. Nas situações embaraçosas, medita caridosa-mente nos empeços que lhe deram origem! Se um irmão faltou ao dever, reflete nas dificuldades que se interpuseram entre ele e os compromissos assumidos. Se alguém te nega um favor, não te acolhas a desânimo ou frustração, de vez que, enquanto não chegarmos ao plano da Luz Divina, nem sempre nos será possível conhecer, de antemão, tudo o de bom ou de mal que poderá sobrevir daquilo que nós pedimos. Não te irrites diante de qualquer obstáculo, porquanto reclamações ou censuras servirão apenas para torná-los maiores.
Quase sempre, a longa expectativa em torno de certas concessões que disputamos, não é senão o amadurecimento do assunto para que não falhem minudências importantes. Não queremos dizer que será mais justo te acomodes à inércia. Desejamos asseverar que impaciência é precipitação e precipitação redunda em violência. Para muitos, a serenidade é a preguiça vestida de belas palavras. Os que vivem, porém, acordados para as responsabilidades que lhes são próprias sabem que paciência é esperança operosa: recebem obstáculos por ocasiões de trabalho e provações por ensinamentos. Aguarda o melhor da vida, oferecendo à vida o melhor que puderes. O lavrador fiel ao serviço espera a colheita, zelando a plantação. A casa nasce dos alicerces, mas, para completar-se pede atividades e esforços de acabamento. Não te irrites. Quem trabalha pode contar com o tempo. Se a crise sobrevêm na obra a que te consagras, pede a Deus não apenas te abençoe a realização em andamento, mas também a força precisa para que saibas compreender e servir, suportar e esperar.

Autor: Emmanuel // Médium: Chico Xavier

_________________________

A FRASE (não é de Chico Xavier): "Aprenda a viver dentro das suas possibilidades. Buscar uma vida de aparências, fora da sua realidade, só o levará para um abismo sem volta. Construa a sua vida aos poucos, lutando a cada dia e extraindo da vida o que ela tem de melhor: a simplicidade." [Orlando Ferraz]
 
+ Frase, que vem sendo repassada em nome do referido médium: http://www.rosangelaliberti.recantodasletras.com.br/blog.php?idb=38701

Publicado por Rosangela Aliberti em 13/11/2013 às 14h00
 
03/11/2013 03h00
Cada pessoa que passa em nossa vida, (não é de Chaplin, nem de A. Saint-Exupéry)


"Cada pessoa que passa em nossa vida, passa sozinha,
é porque cada pessoa é única e nenhuma substitui a outra!
Cada pessoa que passa em nossa vida passa sozinha
e não nos deixa só porque deixa um pouco de si
e leva um pouquinho de nós.
Essa é a mais bela responsabilidade da vida
e a prova de que as pessoas não se encontram por acaso."

(Não é de Chaplin, bem como não é de Antoine Saint-Exupéry

como também não é de Khalil Gibran - Carece de fontes... até

agora é de Autor Desconhecido) + sobre a pesquisa:

http://rosangelaliberti.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=698988

Comunidade: Afinal, quem é o autor? (orkut e Facebook)

*

arte final angelalib


Publicado por Rosangela Aliberti em 03/11/2013 às 03h00
 
23/10/2013 22h21
A escola das facas - João Cabral de Melo Neto

A escola das facas

O alíseo ao chegar ao Nordeste 
Baixa em coqueirais, canaviais;
cursando as folhas laminadas
se afia em peixeiras, punhais.

Por isso sobrevoas a Mata,
suas mãos, antes fêmeas, redondas,
ganham fome e dente da faca
com que sobrevoa outras zonas,

O coqueiro e a cana lhe ensinam, 
sem pedra-mó, mas faca a faca, 
como voar o Agreste e o Sertão: 
mão cortante e desembainhada.

João Cabral de Melo Neto
in: Melhores Poemas, 
Global Editora, p. 209

(arte de origem desconhecida)

 

 


Publicado por Rosangela Aliberti em 23/10/2013 às 22h21
 
19/10/2013 18h00
Azul e branco - Vinicius de Moraes

Azul e branco


Concha e cavalo-marinho
Mote de Pedro Nava

I

Massas geométricas
Em pautas de música
Plástica e silêncio
Do espaço criado.

Concha e cavalo-marinho.

O mar vos deu em corola
O céu vos imantou
Mas a luz refez o equilíbrio.

Concha e cavalo-marinho.

Vênus anadiômena
Multípede e alada
Os seios azuis
Dando leite à tarde
Viu-vos Eupalinos
No espelho convexo
Da gota que o orvalho
Escorreu da noite
Nos lábios da aurora.

Concha e cavalo-marinho.

Pálpebras cerradas
Ao poder violeta
Sombras projetadas
Em mansuetude
Sublime colóquio
Da forma com a eternidade.

Concha e cavalo-marinho.

II

Na verde espessura
Do fundo do mar
Nasce a arquitetura.

Da cal das conchas
Do sumo das algas
Da vida dos polvos
Sobre tentáculos
Do amor dos pólipos
Que estratifica abóbadas
Da ávida mucosa
Das rubras anêmonas
Que argamassa peixes
Da salgada célula
De estranha substância
Que dá peso ao mar.

Concha e cavalo-marinho.

Concha e cavalo-marinho:
Os ágeis sinuosos
Que o raio de luz
Cortando transforma
Em claves de sol
E o amor do infinito
Retifica em hastes
Antenas paralelas
Propícias à eterna
Incursão da música.

Concha e cavalo-marinho.

III

Azul... Azul...

Azul e Branco
Azul e Branco
Azul e Branco
Azul e Branco
Azul e Branco
Azul e Branco
Azul e Branco
Azul e Branco
Azul e Branco
Azul e Branco
Azul e Branco
Azul e Branco
Azul e Branco
Azul e Branco

Concha...

e cavalo-marinho.

[Vinícius de Moraes]

http://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2013/04/1269952-palacio-capanema-um-marco-estetico-mundial.shtml


Medo de Amar (Vinícius de Moraes) na voz de Tom Jobim http://www.youtube.com/watch?v=SGKbuOauocM

 

(Photo1: Galeria da Flickr) // Ilustração: Catrin Welz-Stein


Publicado por Rosangela Aliberti em 19/10/2013 às 18h00



Página 21 de 784 « 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 » [«anterior] [próxima»]

Site do Escritor criado por Recanto das Letras