Rosangela_Aliberti

"Se a Arte tocar em algum ponto do homem é sinal que alcançou seu objetivo" (r_a)

Meu Diário
17/02/2013 18h59
Minhas Linhas

Minhas Linhas

Galinha que encobre e/ou defende demais os pintainhos não os transforma em verdadeiros pintos, infelizmente p-a-t-o-s saem do mundo de Patópolis ...podendo se transformar em animais indefesos e mimados. Será que os verdadeiros "anjos-da-guarda" não tem que respeitar o livre-arbítrio?

Conclusão: Nada contra mundo da proteção dos que tem vocação "para carregar os debaixo das asas", mas nem todos são praticantes da boa ação galinácea são "apegados demais". (Rosangela_Aliberti, 17.fev.2012)


Publicado por Rosangela Aliberti em 17/02/2013 às 18h59
 
19/01/2013 17h38
Clarice Lispector: ...para reflexão...


A Hora da Estrela
http://catracalivre.folha.uol.com.br/wp-content/uploads/2010/08/ahoradaestrela.pdf
A Maçã no Escuro
http://catracalivre.folha.uol.com.br/wp-content/uploads/2010/08/amacanoescuro.pdf

Acho um "barato" as pessoas que editam frases de Clarice Lispector e dão a impressão de estarem patinando na superfície de seus textos, será que tem pessoas que só pensam no mundinho delas? Será que conseguem enxergar o restante das suposições que um con_texto de Lispector pode trazer? (grifos desta que "bloga", r_a)

------------------------

(...) Olhei: a barata era um escaravelho. Ela toda era apenas a sua própria máscara. Através da profunda ausência de riso da barata, eu percebia a sua ferocidade de guerreiro. Ela era mansa mas sua função era feroz.

Eu sou mansa mas minha função de viver é feroz. Ah, o amor pré-humano me invade. Eu entendo, eu entendo! A forma de viver é um segredo tão secreto que é o rastejamento silencioso de um segredo. É um segredo no deserto. E eu certamente já sabia. Pois, à luz do amor de duas baratas me veio a lembrança de um amor verdadeiro que eu tivera uma vez e que não sabia que tivera - pois amor era então o que eu entendesse de uma palavra. Mas há alguma coisa que é preciso ser dita, é preciso ser dita.

Mas há alguma coisa que é preciso ser dita, é preciso ser dita.

- Vou te dizer o que eu nunca te disse antes, talvez seja isso o que está faltando: ter dito. Se eu não disse, não foi por avareza de dizer, nem por minha mudez de barata que tem mais olhos que boca. Se eu não disse é porque não sabia que sabia - mas agora sei. Vou te dizer que eu te amo. Sei que te disse isso antes, e que também era verdade quando te disse, mas é que só agora estou realmente dizendo. Estou precisando dizer antes que eu... Oh mas é a barata que vai morrer, não eu! não preciso desta carta de condenado numa cela...

- Não, não quero te dar o susto do meu amor. Se te assustares comigo, eu me assustarei comigo. Não tenhas medo da dor. Tenho agora tanta certeza assim como a certeza de que naquele quarto eu estava viva e a barata estava viva: tenho a certeza disto: de que as coisas todas se passam acima ou abaixo da dor. A dor não é o nome verdadeiro disso que a gente chama de dor. Ouve: estou tendo a certeza disso.

Pois, agora que não estava mais me debatendo, eu sabia quietamente que uma barata era aquela, que dor não era dor. [Clarice Lispector, in: A Paixão Segundo GH]


+ A Paixão Segundo G.H
http://catracalivre.folha.uol.com.br/wp-content/uploads/2010/08/apaixaosegundogh.pdf


 

Guardei, e... como simpatizante do/s grupo/s: - Por que não respeitar?

Para reflexão: 'The Voice Brasil'/2012: Amigos e admiradores de Ellen Oléria revelam verdadeira devoção na torcida.  O pequeno João Gabriel contou que recentemente viu uma pessoa xingar Ellen de "feia, gorda e sapatona". E não se segurou. "Disse a ele que é feio falar mal dos outros. Cada um segue a própria decisão", ensina João, no alto dos seus 8 anos.

"Como diria Caetano Veloso: Cada um sabe a dor. E a delícia. De ser o que é..." 


Publicado por Rosangela Aliberti em 19/01/2013 às 17h38
 
13/01/2013 12h00
Mario Quintana

Não Olhe para os Lados

Seja um poema, uma tela ou o que for, não procure ser diferente.
O segredo único está em ser indiferente.

Mario Quintana
In: A Vaca e o Hipogrifo

*

A Morte Viva
 
O pensamento da morte não tem nada de fúnebre, como pensam os supersticiosos.

Mario Quintana
In: A Vaca e o Hipogrifo

*

Os Invasores

Há muito que os marcianos invadiram o mundo:
são os poetas
e
como não sabem nada de nada
limitam-se a ter olhos muito abertos
E a disponibilidade de um marinheiro em terra...
Eles não sabem nada nada
- e só por isso que descobrem tudo.

Mario Quintana
In: Poesia Completa Mario Quintana, Editora Nova Aguilar, v.1,
 [A Vaca e o Hipogrifo, p. 552] RJ:2005

 

*

Ah, Sim, a Velha poesia...
 
Poesia, a minha velha amiga...
eu entrego-lhe tudo
a que os outros não dão importância nenhuma...
a saber:
o silêncio dos velhos corredores
uma esquina
uma lua
(porque há muitas, muitas luas...)
o primeiro olhar daquela primeira namorada
que ainda ilumina, ó alma,
como uma tênue luz de lamparina,
a tua câmara de horrores.
E os grilos?
Não estão ouvindo, lá fora, os grilos?
Sim, os grilos...
Os grilos são os poetas mortos.
 
Entrego-lhe grilos aos milhões um lápis verde um retrato
amarelecido um velho ovo de costura os teus pecados
as reivindicações as explicações - menos
o dar de ombros e os risos contidos
mas
todas as lágrimas que o orgulho estancou na fonte
as explosões de cólera
o ranger de dentes
as alegrias agudas até o grito
a dança dos ossos...
 
Pois bem,
às vezes
de tudo quanto lhe entrego, a Poesia faz uma coisa que
parece que nada tem a ver com os ingredientes mas que
tem por isso mesmo um sabor total: eternamente esse
gosto de nunca e de sempre. 

Mario Quintana
In: A Vaca e o Hipogrifo

*

Paz

Os caminhos estão descansando...

Mario Quintana
In: A Vaca e o Hipogrifo

*

Viagem

O sono é uma viagem noturna:
o corpo – horizontal – no escuro
e no silêncio do trem, avança
imperceptivelmente avança... Apenas o
relógio picota a passagem do tempo.
Sonha a alma deitada no seu ataúde:
lá longe
lá fora
No fundo do túnel
há uma estação de chegada
(anunciam-se os galos agora)
há uma estação de chegada com a sua tabuleta ainda toda orvalhada...
Há uma estação chamada...
AURORA!

Mario Quintana
In: Baú dos Espantos

*

Os Silêncios

Não é possível amizade quando dois silêncios não se combinam.

Mario Quintana
In: Porta Giratória

*

(Galeria de Giany Arruda
– Flickr)

 


Publicado por Rosangela Aliberti em 13/01/2013 às 12h00
 
30/12/2012 23h23
Os Poderes do Sal Grosso

 

 
Os Poderes do Sal Grosso 
 
Quem diria! O Sal grosso tem o mesmo comprimento de onda da cor violeta! 
Aproveitem a leitura:
 
O sal grosso é considerado um potente purificador de ambientes. 
Povos distintos usam o sal para combater o mau-olhado, e deixar a casa a salvo de energias nefastas.  O sal é um cristal e por isso emite ondas eletromagnéticas que podem ser medidas pelos radiestesistas. 
Ele tem o mesmo comprimento de onda da cor violeta, capaz de neutralizar os campos eletromagnéticos negativos Visto ao microscópio o sal bruto revela que é um cristal, formado por pequenos quadrados ou cubos achatados. 
 
As energias densas costumam se concentrar nos cantos da casa, por isso, colocar um copo de água com sal grosso ou sal de cozinha equilibra essas forças e deixa a casa mais leve. Para uma sala média onde não circula muita 
gente, um copo de água com sal em dois cantos é suficiente. Em dois ou três dias, já se percebe a diferença. Quando se formam bolhas é hora de renovar a salmoura. 
 
A solução de água e sal também é capaz de puxar os íons positivos, isto é, as partículas de energia elétrica da atmosfera, e reequilibrar a energia dos ambientes. Principalmente em locais fechados, escuros ou mesmo antes 
de uma tempestade, esses íons têm efeito intensificador e podem provocar tensão e irritação. 
 
A prática simples de purificação com água e sal deve ser feita à menor sensação de que o ambiente está carregado, depois de brigas ou à noite, no quarto, para que o sono não seja perturbado. 
 
Já foi considerado o ouro branco (salmoura para conservar alimentos). 
 
Os povos foram desenvolvendo técnicas de usar o sal, como as abaixo descritas: Uma pitada de sal sobre os ombros afasta a inveja.
 
Para espantar o mau-olhado ou evitar visitas indesejáveis, caboclos e caipiras costumam colocar uma fileira de sal na soleira da porta ou um copo de salmoura do lado esquerdo da entrada. 
 
A mistura de sal com água ou álcool absorve tudo de ruim que está no ar, ajuda a purificar e impede que a inveja, o mau-olhado e outros sentimentos inferiores entrem na casa. 
 
Depois de uma festa, lavar todos os copos e pratos com sal grosso para neutralizar a energia dos convidados, purificando a louça para o uso diário. 
 
Na tradição africana, quando alguém se muda, as primeiras coisas a entrar na casa são: um copo de água e outro com sal. 
 
Usam sal marinho seco, num pires branco atrás da porta para puxar a energia negativa de quem entra. 
 
Também tomam banho com água salgada com ervas para renovar a energia interna e a vontade de viver. 
 
No Japão, o sal é considerado poderoso purificador.Os japoneses mais tradicionais jogam sal todos os dias na  soleira das portas e sempre que uma visita mal vinda vai embora. Símbolo de lealdade na luta de sumô. 
Os campeões jogam sal no ringue para que a luta transcorra com lealdade.
 
Use esse poderoso aliado! É barato, fácil de encontrar, e pode lhe ajudar em momentos de dificuldade e de esgotamento energético!
 
Modo de tomar o banho de sal grosso 
 
Após seu banho convencional, deixe um punhado de sal grosso escorrer do pescoço para baixo, embaixo da água da ducha. 
 
Banho de sal grosso e o antigo escalda-pés (mergulhar os pés em salmoura bem quente) têm o poder de neutralizar a eletricidade do corpo. 
 
Para quem mora longe da praia é um ótimo jeito de relaxar e renovar as energias. 
 
Tomar banho de água salgada com bicarbonato de sódio descarrega as energias ruins e é relaxante. 
 
O famoso banho de assento, com água morna e bicarbonato de sódio, é excelente para a higiene íntima, pois evita infecções. 
 
Mas no banho, o único cuidado é não molhar a cabeça (...) onde se localiza o chacra das mil pétalas, o coronário:
 
(...) há duas forças divinas, que envolvem cada pessoa. Há a camada de luz mais próxima a pessoa e uma camada mais distante. 
 
Uma opção que agrada muitas pessoas é colocar um punhado de sal dentro de uma meia, e repousar esta na nuca (atrás do pescoço) debaixo da ducha.  Não são aconselháveis banhos frequentes com o sal. 
Dê preferência para os banhos na fase da lua cheia, utilize velas no banheiro, e se quiser ativar sua intuição, apague as luzes do banheiro. 
 
Benefícios de banhos e escalda pé com sal grosso. 
 
Fisiológicos: 
Ajuda a desintoxicar o corpo e afastar os vírus. 
Estimula a circulação natural para a melhoria da saúde
Ajuda a aliviar o pé do atleta, calos e calosidades.
Relaxa a tensão, dores musculares e nas articulações. 
Ajuda a aliviar artrite e reumatismo
Ajuda a aliviar a dor lombar crônica
 
Benefícios estéticos: 
Tira as impurezas da pele
Alivia irritações da pele como psoríase /eczema. 
Alivia comichão, ardor e picadas. 
Suaviza e amacia a pele - Incentiva a pele se renovar.
Ajuda a curar as cicatrizes. 
Restaura o equilíbrio a umidade da pele.
 
Ocupacional: 
Alivia o cansaço, os pés doloridos e os músculos da perna
Alivia a tensão nas mãos e punhos. 
Ajuda a aliviar lesões ocorridas nas práticas esportivas.
 
Psicofísica: 
Proporciona um relaxamento profundo
Ajuda a aliviar o estresse e tensão. 
 
 
(Coletânea: Soraia Salomão/FACEBOOK)

Publicado por Rosangela Aliberti em 30/12/2012 às 23h23
 
29/12/2012 21h34
<º))))><.·´¯`·. Para refletir .·´¯`·.¸><((((º>

 

Kitaro - Matsuri
http://www.youtube.com/watch?v=XhxbShjpwEU


"Seja humilde, e permanecerás íntegro.
Curva-te, e permanecerás ereto.
Esvazia-te, e permanecerás repleto.
Gasta-te, e permanecerás novo.

O sábio não se exibe, e por isso brilha.
Ele não se faz notar, e por isso é notado.
Ele não se elogia, e por isso tem mérito.
E, porque não está competindo,
ninguém no mundo pode competir com ele."


[Lao Tsé - Tao Te Ching]

Kitaro - Orochi Live Kojiki: A Story in Concert
http://www.youtube.com/watch?v=GFw6pikjoqc

Foto: retirada da net


Publicado por Rosangela Aliberti em 29/12/2012 às 21h34



Página 28 de 784 « 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 » [«anterior] [próxima»]

Site do Escritor criado por Recanto das Letras