Rosangela_Aliberti

"Se a Arte tocar em algum ponto do homem é sinal que alcançou seu objetivo" (r_a)

Textos


Ipês azuis

Ao leitor que há uma semana enche o meu e-mail de “Contatos”, com lixo eletrônico (infelizmente, ultrapassando as fronteiras dos spams)

Caríssimo (a)

Procuro utilizar as palavras com parcimônia: trabalho/travaglio/trabajo/travail... me lembram um instrumento romano de tortura, tu sabes que com três estacas se forma um tripé onde torturavam os escravos... tripaliare é ofício de carrasco, estamos com as portas para o século XXI a raiz “labor” fornece um sentido mais extenso ao trabalho que para mim tem como significado: colaborar/elaborar algo no local onde se trabalha.

Com certeza, sr. ou sra dono do IP: 194.8. etc e tal, tu deves estar me testando, ou és amigo dos revende_dores de medicações alopáticas e orientações inocentes. Nada mais primordial que tratar do corpo e esquecer a essência, o mesmo colapso se reflete para quem se preocupa por demais com a aparência externa deixando o interior em segundo plano.

Por que não provas um pouco de teus próprios venenos? Sem hipocondria, o  sr. ou sra. que anda(m) veiculando  inúmeros s(a)ites com composições que não pedi... TOME tuas tarjas de: methocarbamol (contra espasmos musculares), voltaren (anti reumático), prilosec (contra azia), coumadin (para embolia pulmonar), são todas tuas, afinal qual seria a satisfação em se gastar parte do tempo em enviar algo sem utilidade a outrem...?

Estás interessado em propaganda...? És a palavra panacéia ambulante? Que epopéia é esta? Deves ter um pé no teatro grego, pois bem:

- Qual é o objetivo desta tua herança? Estás afinado com a deusa da cura na mitologia grega, a Panacea? Aquela que possui o dom de curar todas enfermidades?  Sinto muito, não sou a cura e... nem tenho cura, sendo que a tua intenção teve o seguinte resultado, para mim:

É bem preferível admirar os movimentos e as cores dos ipês no meu jardim e em outros quintais. Somente existem ipês com flores  rosas, amarelas, roxas...? Será!?!

Volare... oh, oh!...
cantare... oh, oh, oh, oh!
nel blu, dipinto di blu,
felice di stare lassù.


Rosangela_Aliberti
São Paulo, 04.VII.08

audio: Volare 
http://br.youtube.com/watch?v=oNgSeJzLJFc&feature=related

(foto de origem desconhecida)

 

 

 

Rosangela Aliberti
Enviado por Rosangela Aliberti em 04/07/2008
Alterado em 13/07/2008


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras