Rosangela_Aliberti

"Se a Arte tocar em algum ponto do homem é sinal que alcançou seu objetivo" (r_a)

Textos


Pensamentos livres ( VI )

Há bocas que mordem e a há bocas que coçam como sarna a boca emudeceu há bocas que quase não dizem nada... na língua do já morreu: - Cadê o resto da pontuação? A gata comeu.

na folha do comigo-ninguém-pode a boca arde... a tardinha o céu não desbota quando o sol vai visitar o Japão... a mentira cai do queixo de um covarde... na boca de quem não pode e sacode a verdade nunca está na boca do outro: boca de canhão.

De madrugada a filosofia balança nas portas dos botequins nas bocas o ser_a fim e a boca da manequim pergaminho e tinta nanquim

sem mistério a.boca.e.as.suas.caretas no quebra-rima ó dolce vita besta...!

conversa meia boca

da minha boca saltam meias verdades para a boca que busca da verdade precisa ser sempre exata? esta boca é só minha... a sua boca é a sua boca
há bocas que falam demais?  - Ave Maria!!! Afê... cadê a fé... em Libertas Quæ Sera Tamen

para as bocas que murmuram a voz da liberdade de expressão que fazem medo a censura há bocas que se tocam trombones como há bocas que desprezam as bocas pequenas... há bocas que dividem pão apenas com os iguais (ando farta desta leitura labial) ...bocejos quadradinhos chinfrins e suspiros de algodão no forno (des)viro tampas há tantas épocas... há bocas que se aturam há bocas que são tietes dos espelhos há bocas passageiras há bocas-miragens e existem bocas que cobiçam as línguas de vaca fervendo nas panelas de pressão... há bocas que se reconciliam há bocas que se matam e há bocas que consertam outras bocas existem até bocas que beijam bocas indesejáveis e outras que carregam mil passos... são as bocas de onde a fofoca corre solta quase num lance aparente de "salvamento" boca a boca...

há bocas & bocas
há bocas que recompensam as bocas cansadas como há bocas que buscam se afastam do estranhamento... a boca que plantam segredos nas areias a boca da mula-sem-cabeça é a mais pura criação humana o imaginário cuspindo fogo pela venta eterna. Na garganta do dragão trafega a boca de qualquer ser... da boca imperial à boca do vizinho no morro qual a diferença... boca é boca não é boca de anjo-pagão?!

sorriso virgem... de freira na boca dos deuses: a boca das campânulas é profana ...ó bocas estéreis como se trata uma boca na atmosfera?

A boca de Gandhi era a boca de um paranormal. Há bocas que purgam porque constroem a própria cama. Tem boca que engana esta possuída da nítida noção da porta do Paraíso e do inferno de Dante... o que tem mais força a Luz ou a Sombra? Um não vive sem o outro... se alguém fala muito em paz alivia o inferno... se vomitam chamas tem sempre um apelo ao SOS dos bombeiros: na boca do túnel.

A boca que dobra avenidas nuas e cruas na boca da Mãe-Terra... as bocas sempre se encheram de terra (...sou do tempo da boca-lava-vulcão) a boca que se tortura e a boca da gratidão são namoradas... a boca com dentes do siso é juiz de quem mesmo...? A boca que olha para a lua no bico do pavão a boca da verborragia passa a língua na boca dos cama_leões há bocas que se perdem porque nunca quiseram se encontrar... e há bocas que se entristecem... num vaso de lágrimas são bocas sinistras.

“Pergunta: Qual é o bicho que come com o rabo?
Resposta: Todos, pois nenhum tira o rabo para comer!”

minha boca morre de rir de besteiras a boca do excêntrico come o que?  O não convencional é carta fora do baralho dos comuns e vice-versa... a boca que agita as pitombas não esconde a irritação nem a delicadeza... o que corrompe? (tudo que sai um dia da boca um dia se esquece...) há bocas que insuflam bexigas nos dias de aniversário e há bocas que se matam antes do dia certo... exercito outros pensamentos fora das bocas... fora da boca do João-sem-braço e da boca de quem joga verde para colher maduro. Dente-de-leão ou boca-de-leão? Boca de peixe ou boca de vampiro? Cristal tem boca?

a língua no céu da boca... geme com outros tipos de prazer... 

Bocaça

boca-do-cano
boca-de-sino 
boca-de-lagarto
boca-de sapo
boca-de-forno
boca-de-barro

no céu a Boca a pergunta para a boca violenta ou grudenta: - Para que serve um gatilho? O que fizestes dos teus talentos?

a boca que fala muito mas muitas vezes não age

É... a baba de um gatinho difere da boca-do-forno como a boca das fadas é bem diferente das armadilhas preparadas pela bruxa dos contos de Grimm ...enquanto isso uma bat-boca masca chicletes que não estão na boca da dona Ivete se pode curtir sons de rock & clássicos a distância.

À boca do: não me toques, Cuidado! Não provoque uma boca invocada...
(vixê vixê vixê sai estresse que não me pertence! Vade retro!) 

...se "la buca" romana sangra na tragédia a boca grega ri nas comédias... a boca que acha graça dos ruídos de quem mastiga bolachas e borrachas (currupacos!) a boca que atarracha é a boca de quem procura um belo dia se acha na boca de Natacha a boca das bocas é música assim como da boca de lobo capta água escoando da sarjeta há bocas que não se ferem nem com os espinhos da boca das pulgas... se existem pulgas atrás das orelhas? É preferível ter orelhas do que mau humor, nem asno cultiva o mau humor (pode ser teimoso mas não tem cara de mau humorado...)  na boca do poliVERSO há planetas novos no sistema solar, tudo é possível e inanalisável: a boca do universo está repleta de estrelas!!!

o que você vê na boca da lata (?) não desprezo a boca da esquizofrenia babies!
(ossos do ofício, vôo em tantos becos)

Rosangela_Aliberti
São Paulo, 23.II.06
Fotografia: Desconheço a fonte

Rosangela Aliberti
Enviado por Rosangela Aliberti em 23/02/2006
Alterado em 09/08/2008


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras