Rosangela_Aliberti

"Se a Arte tocar em algum ponto do homem é sinal que alcançou seu objetivo" (r_a)

Textos


Barril de Pólvora
 
Tua Poesia é o ar que revela
o último suspiro suspenso das velas
despregando os silêncios do céu,
e ais nos portais...

Tua poesia é uva-de-cão
quando passam segundos azuis
é água e óleo no pão
sem se amofinar com a liga
e com os ecos dos cucos
enquanto ponteiros balançam
e minutos não caem.

Tua poesia escapa dos dedos
argamassa na massa e vinho
sustenta um desassossego
violino
fermentando misturas diversas
na sovar das letras
              nas negras eras

Tua poesia massacra
e assa sílabas
Tua poesia assassina
o aço das sílabas

Tua poesia arranca nós das línguas mudas
rasga terços
desafia rosários
recende o choro de orvalho
iluminando tocas e ruas
por muitas e muitas luas
é a glória das rosas nuas

Tua poesia é como leite
que banha a terra
repleta de beijos e espinhos
a todo tempo tua poesia
é maré...

Tua poesia é o sussurro do vento.

Rosangela_Aliberti
São Paulo, 13.XI.08

*

Photo: Peter Dam

Small Blue Thing - Suzanne Vega
http://br.youtube.com/watch?v=PBFG372HsW8

Rosangela Aliberti
Enviado por Rosangela Aliberti em 20/12/2008
Alterado em 22/01/2009


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras