Rosangela_Aliberti

"Se a Arte tocar em algum ponto do homem é sinal que alcançou seu objetivo" (r_a)

Textos


BUCHADA DE BODE

Sapatos anatômicos contra pés-chatos, no coração de um bolso voam fadas vestidinhas de bailarinas com perfume de maçã e saias de tule.

Por que será que existem pessoas que escrevem coisas assim?
Por que será que existem pessoas que misturam tantas coisas que no final da história o sabor parece que irá se tornar intragável?

fome-lua-garganta-cetim-marfim-ai de nós-ai de ti! em nome das borboletas (Sanctum sanctorum* - Santo dos santos*!!!) bolas na parede-bate-bola-bolas passeando no ar, nuvens dando voltas nas palmas das mãos... soltando novas linhas às pipas da i m a g i n a ç ã o.

Epidemia infernal?

A escrita é uma bomba de vários megaTONS para que serve um poema-bomba como o de Augusto de Campos???

Para arrancar estrofes à luz do fórceps... para um ser um humano ´normal´ viajar na tintas, nas sopas-de-letrinhas... para deglutir as ´velhas estrofes´ para provocar as rimas com nexo...? Para fazer o povo ´(pseudo-)entendido´ conversar com os versos certamente
 (des)conexos: o nada & o tudo juntos dando voltas ao mundo nos fusos invertidos torcendo os parafusos totalmente sem nexo???

Bolhas de sabão... estourando no chão de concreto:
- MUDE a voz dos pensamentos escuros! MUDE a tonalidade da voz interior aguarde novas mudas procure o que dá cor à amizade (mesmo cansado...). Feche determinadas janelas as flores mudam as folhas, folhas caem para fortalecer as raízes (noutros carnavais), flores murchas não sorriem caçam metáforas no ar, cruzam palavras brincam de pic-esconde com lobos, corvos, galinhas, marrecos e  r a p o s a s sssssssssssssssssssssss... de serpente.

Para que? Por que?
Para o artista não sofrer diante da hipersensibilidade, para saber expressar a morte... para não chorar depois que alcançou dona Foice e se arrependeu, para não perder a cabeça. Ele abra os braços para a VIDA*(vie*, life*, Leben*, vita*...)TAOTAOTAOTAO(SOS)TAOTAO a mudez não pia de olhos cerrados fica jururu presa à gaiola a mercê dos urubus...

Por que será que existem pessoas que escrevem ´coisas´ assim?

Apenas para (re)inventar uma nova moda, para se divertir... para serem diferentes do todo...?

- Pára, Pedro: para!!!

Você tem razão um ´pa(á)ra´ pode ter várias utilidades e aqui vai uma delas: ´São excelentes tradutores mas como escritores deixam a desejar???´

- Ja... genau**! Como há neste planetinha ´redondo´: Excelentes críticos e como seres humanos...? (complete).
Posso aceitar um ser humano crítico mas não vou deixar de gritar quando
sentir a dor das alfinetadas, sem razão de ser e nem um porquê plausível.

Nem sempre um tradutor está querendo demonstrar o ´poder´ das mil e uma vozes que traz dentro de si com intuito de mostrar que sabe ´um dedo a mais...´

Será que há possibilidade de determinadas mentes imaginar que certas pessoas podem estar lutando para unificar os idiomas dentro de si mesmas? Assim como despertar nas demais pessoas um caráter maior de percepção afinal de contas não estamos sozinhos neste mundo e se continuarmos colocando barreiras infantis ao discorrer que a cozinha grega não tem o mesmo valor do que a culinária indiana (por exemplo), é porque algo naquela representação possivelmente esteja arrepiando a nossa ´própria´ sombra através do que tais pessoas simbolizam dentro de nós... (manter viva a língua pátria faz parte do instinto conservador contudo alcançar novas fronteiras é avançar a barreira do ´bairrismo´), existem pessoas que não se compreendem dentro da própria bandeira:

- Ora bergamotas! mexericas! tangerinas! jerimuns! abóboras! macaxeiras! mandiocas e por aí vai... dentro de uma barriga tudo virá a mesma coisa. 

Não nascemos na Tchecoslováquia, mas gostaríamos de ter nascido lá: logo a Tchecoslováquia é melhor do que o local que nascemos... Ouuuu se estamos de ´mal´ com algum tcheco... porque necessitaríamos declarar aos quatro ventos que a culinária nativa da terra deles é ruim!?

Gostaram da Buchada de Bode que preparei, com azeite de boa qualidade???

Os verbos ´comer´, bem como o ´alimentar´ tem diversas conotações entretanto o sentido é similar para diversos idiomas: ´Comi e não gostei...!´´Tal pessoa é ´boa´ (de comer...)´ ´Como ele pode ter o ´gosto´ tão estragado...?´´Como ela é ´boa´ de tempero!´Ele é bom de cama... de ´mesa´ e banho (e vice-versa)´

É desesperador traduzir o intraduzível: Cito o fato porque nem todo mundo deseja captar os duplos sentidos... ou se esforça para observar vários ângulos: Por de haver luz por detrás de Nietzsche sem que o super-homem tombe na própria capa ao se deparar com o processo de
d e s f a l c o n i z a ç ã o.

Não existe esta palavra no dicionário!?!

F E L I Z aniversário.oirásrevina! PALAVRA.

...

Por que será que existem pessoas que escrevem ´coisas´ assim? Para que existem os bambus na natureza? Reparem nos tempos de tempestade, como vergam com F L E X I B I L I D A D E.

A título de exercício quem tiver curiosidade entre em contato com um poema de Haroldo de Campos de nome: 
Transideração Ungaretti Conversa com Leopardi.

Nota do idioma alemão: Ja genau** = Sim, exato.

São Paulo, 02.V.05
Rosangela Aliberti
Enviado por Rosangela Aliberti em 03/05/2005
Alterado em 05/11/2005


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras