Rosangela_Aliberti

"Se a Arte tocar em algum ponto do homem é sinal que alcançou seu objetivo" (r_a)

Textos

CADÊ O FORMICIDA!?!
Bem aqui de cima observo as formigas
(a quem veja pedras, outros espinhos pelo caminho)
Vejo pétalas... folhas e mais folhas.

Bem aqui de cima observo as formigas
´carnívoras´: no pé do Meu Querido Cajueiro
(Aiii que saudades do tempo do Pelourinho!)

´cabeçudas´: nas residências
(Ai todos os dias me lembro das casinhas pequeninas...!)

´carpinteiras´: dentro dos aparelhos eletrônicos
(Ai que delícia passear dentro de micros!)

´formigas de fogo, as pixixicas´: nos lugares secos e nos úmidos
(Ai que lugar interessante para ser desbravado!)

´quenquéns mineiras-da-amazônia´: carregando as folhas em florestas cultivadas (Ai um dia a praga acaba!)

´lava-pés´: nos gramados e nos campos de futebol
(Ai será que o jogo de hoje irá dar: um a um!?)

´quiçaças e formigas-de-rodeio´: as mais devoradoras por entre os Vales de eucaliptos
(Ai quem me dera ser tão famoso quantos os coalas e os pandas!)

´faraós´: rainhas dos centros urbanos
(Ai a vida na beira do caos é tão 'interessante'!)

´acrobáticas´: no solo sob pedras e objetos
(Ai procurar lugares açucarados é que faz um dia de virar festa!)

´fantasmas´: atrás dos azulejos
(Ai que dor de cabeça depois de tantos ziguezagues!)

& as ´loucas´:
nos tocos das árvores
nas calçadas
nas fendas das paredes

Trançando ós - Ó que dia! Ó que madrugada, Ó que sina!

Andar sobre Poemas & crônicas deslizando as perninhas por aí e por lá...
(Cadê o formicida? tomara que não esteja por aqui).
'Avisa ao formigueiro vem aí tamanduá' !!! (Ivan Lins - músico)

Moral da História: Formigas não sacodem ferrões uma para as outras dizendo: Uêba! Vamos duelar!
...Formiguinhas apenas caminham em locais inusitados conforme sua espécie.

São Paulo, 21.11.04
Rosangela Aliberti
Enviado por Rosangela Aliberti em 21/11/2004
Alterado em 07/07/2005


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras