Rosangela_Aliberti

"Se a Arte tocar em algum ponto do homem é sinal que alcançou seu objetivo" (r_a)

Textos


"É preciso ter o diabo no corpo para alcançar êxito em alguma arte."
(Voltaire)

*

Por que não existem rosas azuis naturais? Por que há pessoas que colocam corantes nas margaridas?

Por que a inveja encardida é mais forte do que a preta e a branca? Por que aquele que se acha constantemente correto, na grande maioria das vezes está incorreto?

Por que é mais fácil ser indulgente com um comparsa? Por que uma máscara nunca é suficientemente cúmplice?

Por que pavões não reconhecem a feiúra de seus pés? Por que a extrema vaidade se atrapalha diante da elegância?

Por que há pessoas bairristas? Por que “quem ama o feio, bonito lhe parece”?

Por que aquele que sempre foi o primeiro do podium pode se sentir humilhado ao se ver desqualificado? Por que um Oscar é importante?

Por que tem espermatozóide que nunca vinga, “naquela corrida”? Por que procuram ETs fora daqui, se neste planeta já existem tantas tribos?

Por que tem gente que aplaude peças de teatro, mas a-do-ra vaiar o enredo dos  textos? Para que existem atores principais, coadjudantes e figurantes?

Por que o diretor tem que saber dirigir? Por que o contista é o mais camaleônico?

Por que tem gente que se enamora com dinheiro e não gasta um vintém no auxílio da prosperidade de outrem? Por que “a gratidão tem memória curta”?

Por que sentimentos de posse estão para as ilusões? Por que um quase louco ao ver um muito mais louco, pode obter a cura?

Por que o egoísta sempre fala de si e tem paixão por si? Por que debates são bem diferentes das discussões?

Ao dizer “vá com Deus”, estaríamos desejando que a pessoa vá com todos os demônios e os Santos? Por que existe o lado desgraçado e o lado engraçado em todas as coisas?

Por que o depressivo está sempre pegando no pé daquele que faz rir?
Por que quem faz rir não gosta muito de mostrar o lado da depressão?

Por que o falso não suporta a verdade? Por que o equilíbrio sorri de todas dificuldades?

Por que quem está muito triste tem a tendência para se fechar de numa concha? Por que a divina gravura da deusa Afrodite está saindo de uma concha?

Por que bandidos são mais atraentes do que os heróis nas histórias? Por que a justiça dos homens nem sempre é justa?

Por que há mães que ao tentar combater o que consideram defeitos em seus maridos e/ou ex companheiros, acabam estragando seus filhos ao desvalorizar por demais seus maridos e/ou seus ex companheiros? Por que há pais que ao tentar combater o que consideram defeitos em suas mulheres e/ou ex, acabam estragando seus filhos ao desvalorizar por demais suas mães e/ou ex?

Por que existem filhos revoltados que não saem de cas(c)a? Por que existem casas-bombas sem ares de “lar doce lar”?

Para que existem cabos de guerra? Por que onde a muita Paz há sinais de fumaça?

Por que os deslizes dos outros não são vistos com o mesmo florido do (nosso) olhar perante a visão de nossos defeitos? Por que a pessoa sem grandes luxos compreende com maior extensão movimentos complexos de um determinado erudito?

Por que o político acha que seu próprio nome é a melhor propaganda? Por que tem pessoas que não percebem que boas reputações vem de bons exemplos?

Por que não se pode comprar saúde e um bom lar? Por que há pessoas que carregam os fardos com paixão?

Por que os filhos dos outros nem sempre são mais bonitos do que os nossos? Por que os nossos filhos nem sempre são tão bonitos quanto o dos outros?

Por que não se pode agradar a todos? Por que os miseráveis não se enxergam miseráveis?

Por que a montanha não é a Paz? Por que a Paz não está apenas na montanha?

Por que “a fé remove montanhas”? Por que os sentimentos às vezes exacerbam?

Por que a fome dói mais do que qualquer palavrão? Por que há miséria em toda parte?

Por que tem gente que só é gentil apenas com aqueles que são “da sua turma”? Por que Deus está em toda parte e às vezes não se sabe onde Ele está?

Por que a dor dos outros nem sempre chateia muita gente? Por que tem tanto egoísmo na Terra, se a Terra vive abastecendo as terras?

Por que tem gente que faz questão de ser do contra? Por que o que faz sentido para um nem sempre faz sentido para um outro?

Por que verdades às vezes incomodam e inverdades incomodam muito... mais? Por que não se agradece na mesma medida que se reclama? 

Por que o hipócrita sabe que está sendo hipócrita e mesmo assim tem interesse em ser hipócrita? Por que sinceridade tem que ter uma dose certa?

Por que tem gente que prefere morrer antes dos “objetos” de afeto ao redor por não agüentar ficar depois “sozinho” com a saudade envenenada? Por que as maiores vinganças podem ser arquitetadas por grandes ciumentos?

Por que a fé dos outros às vezes incomoda? Por que a falta de fé dos outros às vezes incomoda?

Por que muitas vezes é preferível “eliminar o outro” que incomoda, e não conseguimos matar tudo aquilo que está incomodando dentro de nós?

Por que tem gente que escreve muito? Por que tem gente tão sintética?

Por que fotos antigas trazem tantas lembranças? Por que há pinturas e animais que só faltam falar?

Por que tem gente que prega o padre nosso para o vigário? Por que os vigários pregam o Padre Nosso?

Por que tem gente que condena as magas brancas e tem gente que não acredita em fadas? Porque há pessoas que crêem em fadas e adoram as bruxas más?

Por que se aprende mais com a parte de uma mãe má, do que com as partes de uma mãe boazinha? Por que há certas tiazinhas que insistem em competir com as tias fofinhas?

Por que um ser iluminado perturba um local sem luz? Por que vaga-lumes são seres  tão singelos?

Por que há pessoas que não sabem que fazem os outros sofrer? Por que damos aos outros tanto poder?

Por que muitas vezes é difícil calar? Por que os conselhos não tem o mesmo valor que a experiência particular?

Por que quem está na chuva tem que se molhar? Por que há crianças que enfiam o dedo na tomada e engolem moedas?

Por que esquecemos que tudo é relativo? Por que a gente se estressa com grandes coisas e com pouca coisa?

Por que os peixinhos morrem sufocados fora d’água? Por que tem gente que (não admite) não sabe/r boiar?

Por que quem vive o surrealismo é diferente de quem somente olha para o surrealismo? Por que os pensamentos tem cheiro?

Por que tem gente que fala tanto de esterco? Por que tem gente que não suporta fazer reciclagem no imaginário nem no concreto?

Por que existe a ladeira da preguiça? Por que tudo acontece no tempo certo?

Por que quando crianças podem fazer na boa perguntas bobas ou perguntas que tem tudo a ver e ninguém acha isto ruim? Por que tem gente que se diz grande quando cresce... pára de fazer as perguntas que sente vontade em voz alta?

Por que “narciso acha feio o que não é espelho”? Por que as pessoas não olham direito para os espelhos?
 
Rosangela_Aliberti
Atibaia, 30 de abril de 2010

*

Para quem quiser ler um pouco de tudo:
http://www.rosangelaliberti.recantodasletras.com.br/blog.php?idb=22552

(Museu de arte moderna no RJ –
Arquitetura: Oscar Niemeyer)

Rosangela Aliberti
Enviado por Rosangela Aliberti em 30/04/2010
Alterado em 02/05/2010


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras