Rosangela_Aliberti

"Se a Arte tocar em algum ponto do homem é sinal que alcançou seu objetivo" (r_a)

Textos


PENSAMENTOS LIVRES ( IV )

Tempo da Idade Média
pessoas rústicas acreditavam piamente:
- A Terra é plana (ponto final)

Nos tempos modernos
o mundo dos senhores chatos
ainda riscam nos muros quadradinhos
neste jogo da velha
na prisão feudal
observo velhos cientistas delineando os astros
espionando o céu com um dos olhos caolhos em uma de suas velhas lunetas
no campo
chutam os pés dos adversários
cartão amarelo neles PRIIIIIIII:
quem não nasceu para fazer goooooooools
NESTA MISCELÂNEA? quem não pergunta os porquês:
deixou de ser Criança?
- Por que o mundo é redondo? 
Por que certos crisântemos tem o formato oriental dos origamis?!
que o mundo caia sobre nossas cabeças
vejam os destroços 
                                  caaa
                                    
innnn
                                        dooooo
enviesados sobre vossas cabeças!!!
Na Terra redonda
quanto mas o mas se apresenta mais o mundo continua chato 

Então 'tá bom' vamos lá... legal!!! Também sei ser chata:
na Terra redonda
um pouco do mundo continua chato
infelizmente não estou redondamente enganada...
os chatos nos achatam com seus neurônios chatos
para que? para que não haja propagação de outros sons

Pois é: a cura só de dá com as doses de remédio do Bem... bem ruim
a Terra é redonda mas o mundo continua quadrado
redonda repleta de quadrinhos coloridos ambulantes...
deve ser porque nem todo mundo saltou em piscinas de bolinhas...
a Terra é redonda mas tem gente que GOSTA de cacos quebrados


MOSAICOS!!! SOU A RAINHA DOS MOSAICOS!!!
Ninguém vê o outro lado do mundo... do seu mundo
É isso aí Dante:
“Com o rosto, com a vista percorri todas as sete esferas
e vi este globo
tal que eu sorri de seu aspecto pequeno ou vil”

Quando o mundo fará juz a palavra "Orbis"?
nas redondezas
o círculo roda
quadradinhas e os quadradões
as coisas que poderiam ser redondas continuam quadradas

Com licença Mestre: 
LÁ VAI O PATO PATO ACOLÁ... PATO AQUI...
PARA VER O QUE HÁ... LÁ VAI O PATO
Com dor no papo
De jenipapo
Pulou do poleiro
Comeu um pedaço
Quebrou a tigela
Bateu no marreco
Criou um galo
Ficou engasgado
Surrou a galinha
Levou um coice
No pé do cavalo
Pintou o caneco
Caiu no poço
Tantas fez o moço
O pato pateta
Que foi pra panela.

Obrigada Vinicius de Moraes por sua poesia existir viva dentro de mim.
Graças a você do outro lado do mundo...
o outro lado do mundo não é mudo. 

Por que escrevi isto???
Porque deu vontade, ORA BOLAS
e vá subir nos coqueiros de outra praia...! 
(câmbio final) 

São Paulo, 28.IX.05 
Fotografia:
www.1000.imagens.com




Rosangela Aliberti
Enviado por Rosangela Aliberti em 29/09/2005
Alterado em 29/09/2005


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras